REATIVAÇÃO DA APC: Hospital de Campanha volta a funcionar com 80 leitos na próxima semana

8
A expectativa é que a partir da próxima segunda-feira,18, o local esteja com os leitos de enfermaria disponíveis para começar a receber pacientes / Foto: Ascom/Sesau /

Com foco na efetivação das medidas estratégicas, estabelecidas para conter o avanço da COVID-19 em Roraima, o Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) segue com as medidas de contingência definidas para os próximos 20 dias.

Na tarde desta terça-feira, 12, o secretário de saúde, Marcelo Lopes, acompanhado do secretário adjunto, Armando Santos, fez uma vistoria no trabalho de readequação da estrutura do Hospital de Campanha, conhecido como APC (Área de Proteção e Cuidado).

A expectativa é que a partir da próxima segunda-feira,18, o local esteja com os leitos de enfermaria disponíveis para começar a receber pacientes.

“Durante a visita fiquei muito satisfeito com o empenho da empresa responsável pela obra e com o resultado inicial do trabalho. Vimos que a empresa está atuando com a celeridade que precisamos, com muitos funcionários trabalhando, inclusive nos três turnos. Percebemos que medidas importantes estão sendo adotadas como a troca de piso onde é necessário, a substituição de forro, onde já ocorreu desgaste. E esse comprometimento é fundamental nesse momento tão delicado da pandemia”, esclareceu o secretário.

Lopes fez a vistoria em todo o ambiente da APC, incluindo os espaços onde serão montados os leitos de enfermaria. A visita incluiu também a verificação da obra na área externa.

“Percebemos que o trabalho está bem adiantado, a parte de pintura está bem avançada, a revitalização geral na rede de gases, parte elétrica e de drenagem também estão sendo feitas, para que não haja nenhum problema. São medidas importantes para garantir que o local funcione de forma adequada”, complementou.

Lopes explica que a proposta da Sesau é que até o início de fevereiro a estrutura esteja totalmente concluída para receber os pacientes do HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth).

“Inicialmente a APC vai atender pacientes acometidos por agravos gerais, para que o HGR volte a prestar o atendimento exclusivo aos pacientes acometidos pela COVID-19. Nossa expectativa é no primeiro momento dispor de aproximadamente 80 leitos, e realizar a ampliação conforme a demanda for aparecendo. Seguindo a orientação do governador Antonio Denarium, temos como foco realizar uma administração transparente e comprometida com o bem estar da população, e todo esse trabalho para a reabertura da APC, de forma segura e organizada, faz parte desse compromisso”, finalizou o secretário.

LIDIANE OLIVEIRA

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA