Denarium anuncia medidas para conter avanço da COVID-19 em Roraima

175
Antonio Denarium: “O nosso dever, nossa obrigação é cuidar das pessoas e da saúde de todos que nesse momento estão precisando” / Foto: Divulgação /

Durante entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira, 12, o governador Antonio Denarium anunciou a instalação de barreiras sanitárias e que pedirá ao Governo Federal que as fronteiras do Brasil com a Venezuela e a Guiana permaneçam fechadascomo como medidas de combate à pandemia de COVID-19 no Estado de Roraima.

“Nós estamos muito preocupados com o aumento no número de casos da COVID-19 e medidas estão sendo tomadas dentro do nosso plano de contingenciamento. É uma série de ações focadas, principalmente, nas barreiras sanitárias. O nosso dever, nossa obrigação é cuidar das pessoas e da saúde de todos que nesse momento estão precisando”, disse o governador, na abertura da coletiva.

Conforme o governador, as barreiras sanitárias serão instaladas na vila Jundiá, no município de Rorainópolis (divisa de Roraima com o Amazonas) e no Aeroporto Internacional de Boa Vista. “Solicitei ao presidente da República e ao ministro da Justiça que permaneça com a fronteira fechada com a Venezuela e com a Guiana também”, afirmou.

Denarium também informou que hoje 85 pessoas estão internadas no HGR (Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento) com COVID-19 e que o Governo do Estado reabrirá nos próximos dias o Hospital de Campanha, para onde serão transferidos todos os pacientes do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth para que aquela unidade possa passar por reforma.

Também presente na coletiva o secretário de saúde, Marcelo Lopes, detalhou todas as ações que o Estado realizou até agora no combate à COVID-19 e informou sobre o planejamento para a vacinação da população contra a doença.

Veja a coletiva na íntegra:

WIRISMAR RAMOS – da Redação (e-mail: opinativa.net@gmail.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA