RORAIMA 2030: Governo lança hoje plano para desenvolver Roraima em 10 anos

4
Antonio Denarium: “Queremos um processo irreversível de desenvolvimento sustentável em todos os próximos governos” / Foto: Ederson Brito /

O Governo lança, nesta quinta-feira, dia 10, às 17h, no auditório do CAF (Centro Amazônico de Fronteira), o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Roraima para os próximos 10 anos.

O planejamento do Roraima 2030 contempla um conjunto de ações a serem realizadas com a finalidade de garantir o crescimento socioeconômico do Estado e a redução do desmatamento.

É o primeiro projeto de longo prazo para o fortalecimento e crescimento de Roraima e o governador Antonio Denarium explicou que vai se transformar em política pública de Estado, não importando quem esteja no governo.

“Por ser estratégico e determinante, quero que o Roraima 2030 se consolide como um Plano de Estado e seja convertido em Lei, para garantir que suas diretrizes permaneçam além da minha gestão. Queremos um processo irreversível de desenvolvimento sustentável em todos os próximos governos”, afirmou.

Eixos do Roraima 2030

Estruturado em sete grandes eixos: economia, desenvolvimento sustentável, infraestrutura, saúde, educação, bem-estar e segurança, o Roraima 2030 reúne as definições estratégias para orientar as iniciativas de todos os setores do Governo.

O objetivo é consolidar uma gestão pública moderna, que atuará com planejamento, com formulação de planos, programas e projetos capazes de conduzir o Estado para a eficiência, eficácia administrativa e transformação plena da realidade local, por meio da geração de trabalho, emprego e renda, garantindo melhoria de vida para todos.

“Queremos quebrar o paradigma de um Estado que sempre teve uma programação de curto prazo, para planejar e estabelecer objetivos de longo prazo capazes de nortear metas e iniciativas para 2030, promovendo o desenvolvimento socioeconômico sustentável integrado, com o incremento das atividades produtivas, ampliação e melhoria da oferta de serviços e bens públicos, fazendo com que as desigualdades sociais e regionais sejam superadas em todos os municípios do Estado”, ressaltou o secretário de Agricultura, Emerson Baú, um dos idealizadores na construção do projeto.

Agenda Mundial

A elaboração do projeto, que está alinhado com a agenda mundial de desenvolvimento econômico até 2030, ocorreu a partir das experiências e discussões presenciais em fóruns com a participação da sociedade, em 2019, início da atual gestão.

Foram percorridos vários municípios e o resultado foi reunido em Eixos Estratégicos que orientarão a construção de um novo Estado, pautado na promoção do desenvolvimento sustentável, considerando os aspectos ambientais, econômicos e sociais.

DA REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA